O que procuras?

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Prognósticos?


Quem não se lembra destas célebres frases proferidas num contexto futebolístico:

«É como uma faca de 2 legumes». Jaime Pacheco

«Estávamos à beira do precipício. Esta vitória foi um passo em frente.»
«O meu coração tem uma cor: azul e branco.»
«Prognósticos? Só no fim do jogo».
João Pinto

«O PSD só faz prognósticos depois de saber os resultados».
Pois! Esta é recente e, naturalmente, não foi num contexto futebolístico, mas num contexto político em directo numa rádio. Será que Paulo Dias o disse ironicamente, brincando com as palavras do jogador João Pinto, ou, na verdade, nunca percebeu o motivo de tais palavras terem ficado tão célebres? Já agora, o PSD só fazer prognósticos depois de saber os resultados é uma directriz do partido?
  • pro- prefixo designativo de origem, anterioridade, extensão, substituição;
  • - gnóstico do grego gnóstikos; gnosis: conhecimento.

Saudações!

2 comentários:

Félix disse...

Foram dignosticados muitos comentários para este artigo.

Saudações

Félix disse...

O João Pinto tem um colega de trabalho que todos os dias tenta dar o seu melhor dele.

Saudações