O que procuras?

sábado, 22 de novembro de 2008

Os Magalhães

O português que deu a volta ao mundo, mas contratado pelos espanhoís/O computador feito em Portugal, mas com hardware da intel, softare da microsoft e plástico chinês!


No passado dia 12 de Novembro, o primeiro-ministro deslocou-se a Ponte de Lima para inaugurar duas escolas e entregar Magalhães aos 185 alunos da Escola do Freixo e aos 74 alunos de Refóios. A distribuição foi feita pelo próprio José Sócrates e os miúdos não esconderam a sua alegria. Só dias depois da comunicação social ter registado o momento, e os governantes se terem ido embora, veio a saber-se que os alunos tiveram que devolver os computadores no próprio dia.
O presidente da Câmara de Ponte de Lima confirmou ao JN que a entrega foi uma "experiência" para os jovens "se familiarizarem com os computadores". O JN contactou o gabinete do primeiro-ministro que afirmou desconhecer por completo a situação, salientando que não teve qualquer papel na organização da cerimónia, cabendo a mesma ao Ministério da Educação."Os professores optaram por trabalhar mais intensivamente a socialização dos alunos com os computadores e, por isso, decidiram que nesta fase inicial aquela ferramenta ficaria na escola. Tão simples como isto", garantiu Margarida Moreira, directora Regional de Educação do Norte, salientando ainda que os alunos da Escola de Refóios já estão a levar os seus computadores para casa.
Que o prime minister não tenha dito à comunicação social que este acto se tratava de mera propaganda, política e comercial, eu compreendo, não compreendo é a comunicação social andar descaradamente a compactuar com propagandas mentirosas!

O nome do primeiro homem a circum-navegar o planeta é tristemente associado a mais um processo fantoche levado a cabo por este desgoverno.

2 comentários:

Félix disse...

É engraçado constatar que os computadores foram distribuídos para Telespectador ver, sem sequer haver consenso quanto ao software que vai ser utilizado. Gosto do formato de tostadeira que o Magalhães tem. Simboliza toda a rentabilidade que o mesmo vai ter ou seja encher a barriga dos operadores de Internet nacionais. Para alguns pais é a oportunidade de ter computador e internet em casa, para outros o mesmo vai substituir os professores e os manuais escolares. Patético a todos os níveis.

Saudações Degoladoras

Anónimo disse...

Isso não é o Magalhães é sim um autêntico cagalhães.